Estudo - Oração de Francisco de Assis

    Índice de Artigos

    "onde houver desespero que eu leve a esperança".

    O que é um "desespero"?

    Quando o ser humano fica "desesperado"?

    Quando acontece uma situação que ofende o seu individualismo e ele não consegue alterá-la.

    Quando isto ocorre o ser humano entra no processo de sofrimento e depois, junto com a depressão, vem o desespero.

    Francisco de Assis propõe servir como instrumento de Deus àqueles que vivem desta maneira para levar a "esperança".

    Precisamos entender que "esperança" ele se propõe a levar, pois dependendo da forma como cada um encare os acontecimentos da vida, esta ação pode ter diferentes significados.

    Qual foi a missão do Cristo?

    O que ele nos ensinou mais profundamente?

    Que existe uma forma de viver que é resultante da elevação espiritual (o amor a Deus e a todos) onde as coisas da vida não mais causam aflições.

    Cristo fez isto como instrumento de Deus para ensinar aos seres humanizados que existe uma Realidade muito diferente daquela em que eles vivem e que é cheia de "graça" (felicidade incondicional).

    Mas, não agiu apenas para mostrá-la, mas também no sentido de dizer que ela pode ser alcançada.

    Quando o ser encarnado viver a sua existência da mesma forma que Jesus Cristo vivenciou a sua alcançará o que foi chamado de "ressurreição", ou seja, a vida espiritual consciente, dentro da Realidade.

    Por isto o mestre nos ensina: "eu sou o caminho, a verdade e a luz. Ninguém chega a Deus a não ser através de mim".

    É esta a esperança que Francisco de Assis quer levar como instrumento de Deus para aqueles que vivem desesperados: que a felicidade incondicional pode ser alcançada.

    Para realizar esta missão precisa ensinar a Realidade (atos gerados por Deus como ação carmática e prova) aos seres humanizados.

    Toda situação que o ser humano vivencia é um instrumento da sua felicidade, pois foi criada por Deus para que o espírito tenha a oportunidade de se elevar.

    Ela é fruto do Amor Sublime de um Pai pelo seu filho.

    Vivendo com esta Realidade o ser humanizado pode ser feliz, mesmo que não "goste" do que está acontecendo.

    Basta para isso não se desesperar, mas amar, mesmo que o momento atual lhe seja "adverso" materialmente falando.

    Ame o que está acontecendo que você será feliz sem mudar a forma das coisas.

    Ame quem aparentemente gerou a situação e a própria situação, ou seja, tudo que está envolvido.

    Não foi assim que Cristo viveu?

    Ele amou a Deus sobre todas as coisas, mesmo quando o acontecimento não o satisfazia:

    "Pai afasta de mim este cálice, mas se não for possível que seja feita a vossa vontade".

    Há possibilidade de ser feliz realmente durante a vida carnal.

    Esta é a esperança que Francisco de Assis ensina.

    Não uma felicidade para depois da morte, como antigamente a Igreja Católica ensinava (que você tinha que ser "sofredor" nessa vida para alcançar o "reino do céu" depois que morresse).

    Não é esta esperança que Francisco de Assis traz, mas a esperança para a própria vida, a felicidade para ser vivida ainda encarnado.

    São Francisco levava ao próximo a esperança de que ele podia mudar a sua vida. (Ele, o próprio ser)

    Não os acontecimentos em si, mas o sentimento com o qual os vivenciava.

    Ele ensinava que os seres humanos podiam deixar de viver em desespero, mas que para isto precisariam ter Fé e agir com amor universal.

    Na hora que você aceitar a esperança que Francisco ensinou e transformar o seu problema num ato de Deus, numa emanação do amor do Pai e se entregar à vivência deste problema com Fé, poderá ser feliz, independente do que estará acontecendo.

    Você não precisa sofrer quando o acontecimento está em desacordo com os seus desejos, ou seja, está acontecendo o que não gosta.

    Isto é apenas para aqueles que não têm a esperança na "ressurreição".

    Já me perguntaram: nós nascemos para sofrer? Não.

    Nascemos para a felicidade, mas escolhemos sofrer quando Deus nos dá sempre motivos para ser feliz.

    Só não realizamos aquilo para que nascemos porque não confiamos e nos entregamos a Ele.

    Para tornar realidade a esperança que Francisco de Assis nos traz basta confiar em Deus, ter Fé.

    Afinal de contas, se Deus é por nós, quem poderá ser contra?

    Para que isto se transforme em Realidade na sua vida é preciso abrir mão do individualismo, do desejo, da paixão e da verdade que você possui.

    Só isso.

    Na hora que abrir mão destas coisas, não terá mais motivos para sofrer.

    Estará com Deus, estará em Deus.

    É esta esperança que Francisco de Assis transformou em instrumento da paz de Deus: que não há necessidade de morrer para ser feliz; basta amá-Lo acima de todas as coisas durante a encarnação.

    Por que você seria feliz somente depois que morresse?

    Aí se transformaria em um espírito, estaria com Deus?

    Mas, você já é um espírito e se já está com Deus, basta aprender a viver esta vida dentro desta Realidade, ou seja, com os valores espirituais, que são frutos apenas do amor a Deus acima de todas as coisas e ao próximo como a si mesmo.

    © 2021 VEG11 - Alimentação e Espiritualidade - Vegetarianismo
    Menu Principal