Amor - Almas Gêmeas 1

    Amor - Almas Gêmeas - 1

    Capítulo 1

    Visão Universalista

    Como primeiro ponto a nos apoiarmos, concernente à Unidade, sigamos a figura 1.

     

     

    Na impossibilidade de fazer a figuração daquilo que nos é inimaginável, ao que lhe damos o nome de O Todo, desenhamos o quadro como é visto.

    Ao visualiza-lo tenham em mente que é algo Informe, sem forma, ilimitado, sem limites.

     

    Na figura, então, temos o que chamaremos de o TODO CÓSMICO CONSCIENCIAL.

     

    A Consciência UNA.

     

    Nesta única Consciência UNA (a redundância é proposital), e considerando apenas o plano objetivo, ou externo em que nos situamos – plano físico – encontram-se os incontáveis aglomerados estelares: os sistemas galácticos.

     

     

    Figura 2Sistemas Galácticos que, ultimamente, pela presença bisbilhoteira de potentes telescópios, alguns situados nas elevadas montanhas e o Hubble situado na órbita da Terra, mais se evidenciam em quantidade na demonstração clara de que, de fato, o TODO CÓSMICO CONSCIENCIAL é ilimitado.

     

     

    Figura 3 - Esmiuçando cada sistema galáctico deparamo-nos com as configurações solares, ou sistemas planetários, cujo exemplo de nós mais conhecido é este ao qual pertencemos: o Sol e sua esteira de planetas onde, inclusa, se acha a Terra, nossa vivenda cósmica.

     

    Aproximando nossa lente desta minúscula esfera – minúscula em termos cósmicos – denominada Terra, observamos que ela é um Universo em si porque em seu bojo abriga bilhões de sistemas microcósmicos.

     

    Estes bilhões de sistemas microcósmicos somos nós, os seres que nela habitamos.

     

     

    Figura 4 - Assim, como ilustra a figura 4, é que nos vemos exteriormente.

    Seres habitando uma só moradia, porém nos sentindo isolados uns dos outros.

     


     

    > Dados 2009 (Dados obtidos pela Equipe VEG11 - diversas fontes)

    30 bilhões de Espíritos Encarnados e Desencarnados na Terra.

    6,5 bilhões de Espíritos Encarnados. 1/5  -  20% - veja estatística on-line > Clique Aqui!

    23,5 bilhões de Espíritos Desencarnados. 4/5  -  80%

     

    Crescimento médio da População Mundial = Nascimentos (Encarnes) - Mortes (Desencarnes)

    Dados calculados com base em números obtidos no site WORLDOMETERS EM  DEZEMBRO DE 2014.

     

    Encarnes (nascimentos) média diária = 381.494

    Desencarnes (mortes) média diária = 157.408

    Crescimento médio da População Mundial = Nascimentos (Encarnes) - Mortes (Desencarnes)

     

    Aproximadamente 224.086 dia

    Aproximadamente 1.586.602 semana

    Aproximadamente 6.722.580 mês

    Aproximadamente 81.791.390 ano


     

    Todavia, na realidade, a percepção de separatividade é falsa.

     

    Ela é oriunda do efeito causado pelo distanciamento consciencial que nós, viventes na Terra, por nós mesmos, adotamos quando optamos por colocar a matéria no altar da idolatria, perdendo, em consequencia, a percepção da Consciência UNA.

     

    Passamos a ignorar que a matéria nos foi concedida como instrumento da jornada de retorno à unidade, e não de foco constituinte à adoração.

     

    Devotando-nos, cegamente, à ela, à matéria, perdemos a sensibilidade que nos mostraria que a separatividade se dá apenas ao nível das limitações externas dos corpos, mas que invisível aos olhos estão as linhas, ou filetes energéticos, interligando-nos uns aos outros.

     

    Ou linhas magnéticas, como acontece entre o Sol e seus planetas, e os satélites destes.

     

    A não detecção dessas linhas, ou o ignorar a interrelatividade entre todos e tudo, é a causação de todos os desequilíbrios sociais que vivemos.

     

    Como ilustração dessa interconectividade temos a figura 5 a seguir.

     

     

    Nela, esquematicamente, vemos a interconectividade cósmica.

     

    Podemos dizer que estamos no extremo inferior desse ininterrupto fluxo que circula em via de mão dupla.

     

    Tanto vem de “Lá” para , quando vai de para “Lá”, numa demonstração clara de que fazemos parte da Consciência UNA, ao mesmo tempo em que ELA somos todos nós – os seres – animados ou inanimados de todos os Universos.

     

     

     

    Em síntese: Todos somos Um !

    Essa observação nos leva, também, à figuração demonstrada pela figura 6.

     

     

    Nesta fazemos uma comparação do entrelaçamento magnético que mantém o equilíbrio entre os corpos estelares com o que chamamos de “Magnetismo Mental”.

     

    No quadro “A” o foco magnético centralizar de uma galáxia cujo efeito é o espiralado corpuscular formado por incontáveis sóis, seus respectivos planetas e satélites.

    Magnetismo esse que, no seu efeito físico, fixa sobre o solo dos planetas os habitantes por ventura existentes.

     

    No quadro “B”, comparativamente com o quadro “A”, porém no aspecto etéreo, vemos o foco magnético centralizador – a Consciência UNA – cujos eflúvios mentais espargem-se por todos os Universos e atingem, magneticamente, a mente dos seres sencientes.

     

    É a este magnetismo mental que deixamos de responder quando, sentindo-nos autosuficientes decidimos por “controlar” nossos próprios destinos.

     

    Na verdade, controlar relativamente, porque mesmo tendo deixado de, conscientemente, responder ao magnetismo mental, mantém-se a interconectividade que vez ou outra nos abala com seus métodos corretivos: A dor.

     

    Se, de fato, inteligentes fôssemos, a exemplo do magnetismo planetário que nos fixa sobre seu solo, também deveríamos nos manter fixos, conscientemente interconectados, aos fluxos da Mente UNA.

     

    Estaríamos vivendo a Unidade da qual proviemos.


     

    Segue Aqui - Amor - Almas Gêmeas - Apostila 2

     
    © 2019 VEG11 - Alimentação e Espiritualidade - Vegetarianismo
    Menu Principal