Mediunidade 2 - Abertura

    Mediunidade 2 - Abertura

      

              ESTUDO DA FACULDADE   PARANORMAL   DA   MEDIUNIDADE

     

    Conhecer... este é o desafio a que todos os seres são submetidos ao longo de suas existências na Terra.  Assim foi que deixamos as cavernas onde, ancestralmente, vivíamos e passamos a edificar moradias com padrões de beleza e conforto.  Assim foi que deixamos de ser nômades e nos fixamos em regiões pouco a pouco por nós mesmos urbanizadas.

     

    Algo, indefinido para nós, incita-nos a Conhecer.  E como o Sol que a cada manhã traz um novo dia, também assim somos a cada novo desafio.  Sem saber por quê, queremos Conhecer mais.   Até poderíamos dizer que é uma incongruência esse querer Conhecer mais, se o analisarmos apenas à luz de uma vida na Terra.  Sim, porque, no dia em que deixarmos esta Terra, pelas portas da morte, o que viemos de Conhecer desfar-se-á com nosso corpo numa sepultura.

     

    Todavia, este mesmo desafio por Conhecer já nos levou ao encontro de uma insofismável revelação, e ela contou-nos que não vivemos só uma vida na Terra.  Mas muitas.  Incontáveis.  E que a mente retentiva abarcadora de todos os Conheceres não se desfaz enquanto o corpo se atomiza no derradeiro abrigo na Terra.  A mente prossegue, indelével, acumulativa a cada nova existência, ampliando-se ainda mais também nos interstícios de cada vida planetária.

     

    Assoma conhecimentos.  Assoma Conheceres noutra dimensão.  Tão vívida, ou tão mais vívida do que enquanto aqui se encontrava ancorada num corpo humano.  

     

    São com essas mentes doutra dimensão que as nossas mentes humanas passaram a Conhecer que poderiam com elas se comunicar.  Descobriu-se que entre as nossas e as mentes das outras dimensões só havia uma diferença, o corpo ao qual estão ancoradas por algum tempo.

     

    As mentes, em si, se igualam.  São universais, e não importa onde e como estejam, haverá sempre uma forma de se interagirem.   E é esta forma de interação que o desafio do Conhecer nos levou a praticar, permitindo-nos ultrapassar os limites do contato físico, abrindo-nos as portas para o contato extra-físico.

     

    A este contato convencionou-se chamar de MEDIUNIDADE. 

     

    É a isto que pretendemos estender nosso Conhecer através destas anotações que partiram de nossas leituras e experiência pessoais, percorrendo as trilhas deixadas pelos iniciadores como um Allan Kardec, por um Léon Denis, por uma Helena Petrovna Blavatsky, por um Francisco Cândido Xavier e toda a plêiade de Mestres por ele psicografados, e tantos outros cujos nomes estarão na listagem da bibliografia.

     

    A todos, indistintamente, somos imensamente agradecidos pela facilitação que ofereceram ao nosso caminho pessoal, pois foi de seus esforços que se ampliou o horizonte de nosso Conhecer neste campo da paranormalidade. 

     

    Além destes, também aqui queremos consignar nossos agradecimentos à Federação Espírita Brasileira por permitir-nos fazer citações de conteúdos dos livros por ela editados.   Os mesmos agradecimentos fazemos a Dr. Hernani Guimarães Andrade (in-memoriam) e a Dr. Waldo Vieira que também permitiram-nos o mesmo feito.

     

    Também não poderíamos deixar de registrar nossos mais reconhecidos agradecimentos aos Amigos que, da Espiritualidade, nos animaram a tamanha realização, pois de início temíamos por fazê-la.  Entretanto, sem as inspirações que eles nos legaram durante todos esses tempos não teria sido possível conclui-la.

     

    Mas a fizemos, pois consideramos que o Conhecer não pertence a ninguém, e da mesma forma que a Mente é imperecível e universal, o Conhecer, imperecível nos tempos, deve universalmente ser disseminado sem que a ele se aponham fronteiras.

     

    - - - o O o - - -

     

    Aos que se interessarem oferecemos este nosso trabalho cujo único objetivo é o de uma facilitação de acesso a tão delicado assunto, tendo-o feito como mero compilador, como não poderia ter sido de outra forma, pois  jamais nos assiste a pretensão de mestre.   Também reconhecemos que somente esta série seja insuficiente para analisar tão intrincado tema.  Para complementá-la, posteriormente, ofereceremos as séries “A Criatura” e “O Inevitável Despertar”

     

    Destarte, desconsiderem as insuficiências do texto, creditando-as somente à incapacidade interpretativa deste que o fez e jamais às fontes das quais ele originou-se.

     

    Continuarei um aprendiz, universal e cosmicamente buscando o Conhecer...

    - - - o O o - - -

    Luiz Antonio Brasil

    Poços de Caldas – MG

    Janeiro de 1995

     Revisão Outubro de 2004

     

     

    © 2021 VEG11 - Alimentação e Espiritualidade - Vegetarianismo
    Menu Principal