Voltei - Palestra

    Palestra sobre o livro Voltei - André Luiz Ruiz

    Palestra de André Luiz Ruiz sobre o livro Voltei, que é o depoimento de Irmão Jacob, que alerta-nos quanto à necessidade do auto-aprimoramento, objetivando o nosso feliz retorno ao mundo espiritual.

    Como sabemos, Frederico Figner foi o autor espiritual com o pseudônimo de irmão Jacob, pela psicografia de Chico Xavier do livro "Voltei", editado pela FEB.

    Se não deixou uma grande obra literária enquanto encarnado, deixou-nos seu testemunho de como despertou na espiritualidade.

    Em " Voltei" ele diz: " É para vocês - membros da grande família que tanto desejei servir - que grafei estas páginas, sem a presunção de convencer!

    Não se acreditem quitados com a Lei, por haverem atendido a pequeninos deveres de solidariedade humana, nem se suponham habilitados ao paraíso, por receberem a manifesta proteção de um amigo espiritual!".

    Frederico Figner (1866-1947) foi um homem de biografia bastante incomum.

    De espírito empreendedor, venceu galhardamente a escorregadiça e perigosa prova da riqueza.

    Conservava a candura do crente, a fé que transporta montanhas, sem cair no fanatismo religioso. Instruído em letras e línguas jamais se desviou da postura humilde.

    Cultivava as mais altas relações sociais paralelamente ao convívio amoroso com infelizes e sofredores.

    Justas homenagens já foram feitas à este espírito empreendedor responsável por diversas novidades de sua época, como ter trazido ao Brasil o fonógrafo, o gramofone e o disco.

    Assim como ter criado a primeira gravadora de música nacional, a Odeon.

     

    A ação industrial de Fred, como era carinhosamente chamado, no tempo em que não existia rádio, tem o valor de nobre apostolado patriótico.

    Teve a preocupação idealista de distribuir por todo o país nosso patrimônio artístico, genuinamente brasileiro.

     

    De origem judaica nascido na Republica hoje chamada Eslováquia, num lar humilde, deixou sua casa aos 13 anos de idade em busca de seus ideais.

    Esteve em diversos países até que em 1.892 estabeleceu-se no Rio de Janeiro onde entre outras coisas, fundou a famosa Casa Edison e ajudou a divulgar a máquina de escrever em todo o Brasil.

     

    Por seus atos recebeu inúmeras homenagens após seu desencarne, entre elas foi considerado pelo jornal "A Noite Ilustrada" como "o mais brasileiro de todos os estrangeiros, o cidadão dos mil amigos, o protetor dos necessitados, filantropo dos mais legítimos e dedicados".

    Foi apresentado ao Espiritismo por volta de 1.903 por Pedro Sayão, pai da cantora lírica Bidú Sayão.

    Descrente inicialmente, apesar de Pedro freqüentar a filial do estabelecimento comercial que Frederico Figner tinha em São Paulo e ali, durante 2 anos palestrar com o amigo acerca do Espiritismo.

    Somente acompanhando a cura através de receita mediúnica da esposa de um funcionário, que Figner se inclinou ao Espiritismo.

    Dai a fazer parte da FEB como vice-presidente, tesoureiro e membro do Conselho Fiscal foi um pulo.

    Além de seus afazeres profissionais, onde fez fortuna, mantinha coluna no jornal "Correio da Manhã" em que divulgava o Espiritismo.

    Alma generosa, chegou a acolher em sua própria casa 14 enfermos vítimas do surto da gripe espanhola que assolou nosso país em 1.918 e que não raramente conduzia a morte.

    Seu trabalho em tomar ditado de receitas espíritas e dar passes a enfermos celebrizou-se em sua época.

    Chegava a tomar 150 a 200 receita por dia e atender inúmeros necessitados que conheciam sua dedicação através dos jornais da época.

    Com uma disciplina digna de louvores dividia seu tempo entre a atividade profissional e os afazeres espíritas, chegando a presidir diversos grupos na sede da FEB e em seu lar.

    Promoveu a publicação de muitos livros, sempre custeando as edições.

    Viajando ao exterior buscou contato com o médium Willy Hope e encontrou-se na Inglaterra com Sir Arthur Conan Doyle.

    Acesse ao livro em PDF Aqui!

    © 2020 VEG11 - Alimentação e Espiritualidade - Vegetarianismo
    Menu Principal