Home Hierarquia
Hierarquia

Hierarquia de Necessidades de Maslow X ERC X Espírito

 

 

Se a motivação é impulsionada pela existência de necessidades não satisfeitas, então vale a pena para um gerente para compreender quais são as necessidades mais importantes para os trabalhadores individuais.

 

Neste sentido, Abraham Maslow desenvolveu um modelo no qual a base, baixo nível de necessidades, tais como necessidades fisiológicas e de segurança devem ser satisfeitas antes de nível superior às necessidades, tais como auto-realização são exercidas.

 

Nesse modelo hierárquico, quando a necessidade é mais satisfeitos que já não motiva e a necessidade imediatamente superior toma o seu lugar.

 

Hierarquia de necessidades de Maslow é mostrado no diagrama a seguir.

 

 

Necessidades Básicas - Fisiológicas

 

Necessidades fisiológicas são as necessárias para sustentar a vida, tais como:

 

  • ar
  • água
  • nutrição
  • dormir

 

Segundo a teoria de Maslow, se essas necessidades não são satisfeitas, então é uma motivação vai surgir a partir da busca de satisfazê-las.

 

Maiores necessidades, tais como as necessidades sociais e de estima não são sentidas até um reuniu-se as necessidades básicas para um bom funcionamento do corpo.

 

Segurança

 

Uma vez que as necessidades fisiológicas são satisfeitas, a atenção volta-se para protecção e segurança, a fim de estar livre da ameaça de danos físicos e emocionais.

 

Tais necessidades podem ser preenchidas por:


  • Morando em uma área segura
  • Seguro médico
  • A segurança no emprego
  • Reservas financeiras

 

De acordo com a hierarquia de Maslow, se uma pessoa sente que ele ou ela está em perigo, as necessidades mais elevadas não receberão muita atenção.

 

Necessidades Sociais

 

Quando uma pessoa tiver cumprido o nível inferior às necessidades fisiológicas e de segurança, um nível superior tornar-se importante, a primeira das quais são as necessidades sociais.

 

As necessidades sociais são aqueles relacionados à interação com outras pessoas e podem incluir:


  • Necessidade de amigos
  • Necessidade de pertencer
  • Necessidade de dar e receber amor

 

Estima

 

Uma vez que uma pessoa sente um sentimento de "pertencer", a necessidade de se sentir importante surge.

 

Necessidades de estima pode ser classificada como interna ou externa.

 

Necessidades de estima internas são as relacionadas com a auto-estima, como o respeito e auto-realização.

 

Necessidades de estima externas são como status social e reconhecimento.

 

Algumas necessidades de estima são:

 

  • Auto-estima
  • Garantir-se
  • Atenção
  • Reconhecimento
  • Reputação

 

Maslow posteriormente refinou seu modelo para incluir um nível entre as necessidades de estima e auto-realização: a necessidade de conhecimento e estética.

 

Implicações para a Gerenciamento

 

Existem algumas implicações importantes para o Gerenciamento.

 

Há oportunidades para motivar a todos através de estilo de gerenciamento, o projeto de trabalho, eventos de empresas, e os pacotes de compensação, alguns exemplos que se seguem:

 

  • Necessidades fisiológicas: Fornecer pausas para o almoço, pausas para descanso, e os salários que são suficientes para comprar o essencial da vida.
  • Necessidades de Segurança: proporcionar um ambiente seguro de trabalho, benefícios de aposentadoria, e segurança no trabalho.
  • Necessidades Sociais: Criar um senso de comunidade, através da equipe baseada em projetos e eventos sociais.
  • Necessidades de Estima: reconhecer as realizações de fazer os funcionários se sentem apreciados e valorizados. Oferta cargos que transmitem a importância da posição.
  • Auto-realização: Proporcionar a todos um desafio e uma oportunidade de alcançar o seu potencial de vivência completa.

 

No entanto, nem todas as pessoas são movidos pelas mesmas necessidades - a qualquer momento, diferentes pessoas podem ser motivadas por fatores totalmente diferentes.

 

É importante para entender as necessidades sendo perseguido por cada ser.

 

Para motivar alguém, devemos ser capazes de reconhecer o nível de necessidades em que ele está, e usar essas necessidades como alavancas de motivação.

 

Limitações da Teoria de Maslow

 

Embora a hierarquia de Maslow faça sentido do ponto de vista intuitivo, há pouca evidência para apoiar o seu aspecto hierárquico.

 

De fato, há evidências que contradizem a ordem das necessidades especificadas pelo modelo.

 

Por exemplo, algumas culturas parecem colocar as necessidades sociais antes de qualquer outro.

 

A Hierarquia de Maslow também tem dificuldade em explicar casos como o artista "fome", em que uma pessoa precisa de mais negligencia na prossecução dos mais altos.

 

Finalmente, há pouca evidência para sugerir que as pessoas estão motivadas para satisfazer apenas o nível necessário um de cada vez, exceto em situações onde há um conflito entre as necessidades.

 

Mesmo que a hierarquia de Maslow careça de apoio científico, é bastante conhecida e é a primeira teoria de motivação a que muitas pessoas estão expostas.

 

Para resolver alguns dos problemas da teoria de Maslow, Clayton Alderfer desenvolveu a teoria ERG, um modelo baseado no que é mais consistente com os resultados empíricos.

 

Teoria ERG / ERC


A Teoria ERG, denominada ERC em português, tem sua origem nos estudos de Clayton Alderfer segundo o qual existem três grupos de necessidades:

 

existence (E) ou existência, equivalente às necessidades básicas, fisiológicas e de segurança de Maslow;


relatedness (R) ou relacionamento, correspondente às necessidades de relações pessoais e as de estima de Maslow;


e o growth (G) ou crescimento (C).

 


A Teoria ERC (ERG) contrapõe a de Maslow na idéia da rigidez hierárquica, segundo a qual o ser humano segue linearmente a satisfação de suas necessidades, mudando de um nível inferior para outro superior quando o mesmo foi substancialmente satisfeito.

 

Para Alderfer, a transferência de um nível para o outro não ocorre somente após a satisfação do nível inferior:

 

Uma pessoa pode, por exemplo, estar registrando crescimento mesmo que as necessidades de existência ou de relacionamento não estejam satisfeitas ou todas as três categorias de necessidade podem estar operando ao mesmo tempo.

 

Neste sentido, a proposta de Alderfer aproxima-se mais de uma versão revista da teoria de Maslow, onde acredita que a satisfação das necessidades não é seqüencial, mas sim simultânea, com base em dois princípios:

 


- mais de uma necessidade pode funcionar ao mesmo tempo; na hipótese de uma necessidade na parte superior permanecer insatisfeita; 


- aumenta o desejo de satisfazer a uma necessidade da parte inferior.

 

Conquistas do Princípio Inteligente


Atração: capacidade de aglutinar os elementos da matéria;


Sensação: faculdade de reagir aos estímulos do meio;


Instinto: atitudes espontâneas, involuntárias, reflexas, características da espécie;


Razão: consciência que o indivíduo tem de si mesmo e do meio que o cerca.

 

Reino Hominal

 

 

Afirma André Luiz que, para alcançar a idade da razão, com o título de homem, dotado de raciocínio e discernimento, o ser automatizado em seus impulsos, no caminho para o reino angélico, despendeu nada menos que um bilhão e meio de anos.


Com a conquista da razão, aparece o raciocínio, a lucidez, o livre-arbítrio e o pensamento contínuo.


Até então, o progresso tinha uma orientação centrípeta, ou seja, de fora para dentro; o ser crescia pela força das coisas, já que não tinha consciência de sua realidade, nem tampouco liberdade de escolha.


Ao entrar no reino hominal, o princípio inteligente - agora sim, Espírito - está apto a dirigir a sua vida, a conquistar os seus valores pelo esforço próprio, a iniciar uma evolução de orientação centrífuga (de dentro para fora).


Mas a conquista da inteligência é apenas o primeiro passo que o Espírito vai dar em sua estadia no reino hominal.


Ele deverá agora iniciar-se na valorosa luta para conquistar os valores superiores da alma: a responsabilidade, a sensibilidade, a sublimação das emoções, enfim, todos os condicionamentos que permitirão ao Espírito alçar-se à comunidade dos Seres Angélicos.

 


Última atualização em Ter, 30 de Março de 2010 13:04
 
VTEM SlideshowVTEM SlideshowVTEM SlideshowVTEM SlideshowVTEM SlideshowVTEM Slideshow
VTEM SlideshowVTEM Slideshow